O Cientista

Edgar Figueiredo da Cruz e Silva 1958-2010

Edgar F. da Cruz e Silva era um cientista excepcional mas também um lider carismático e visionário.

Edgar nasceu em Lisboa e, enquanto criança, viveu no Porto Alto, Samora Correia. Desde muito jovem demonstrou muita independência indo viver para Lisboa e estudar para o Colégo Gil Vicente. Sempre foi um estudante excelente e em 1983 obteve um B.Sc. (Hons) em Ciências Biológicas na Universidade de Essex, Inglaterra. Em 1988 obteve um Ph.D em Bioquímica na Universidade de Dundee, Escócia. Foi no ‘MRC Protein Phosphorylation Unit’ que começou a desenvolver as suas áreas científicas de maior interesse: transdução de sinais e fosforilação de proteínas. Acabou por se mudar para o laboratório do cientista de renome, galardoado com um Prémio Nobel, Paul Greengard. Trabalhou nos anos que se seguiram no Laboratory of Molecular and Cellular Neuroscience, Rockefeller University, Nova Yorque.

Edgar voltou para Portugal e em 1996 fundou o Centro de Biologia Celular, na Universidade de Aveiro, com o intuíto de continuar com a sua investigação em Portugal. O CBC até hoje já formou vários Investigadores e tornou a UA numa referência Nacional e, até, Internacional. Uma das áreas de investgição era e continua a ser SINALIZAÇÃO/COMUNICAÇÃO CELULAR. Este é um mecanismo de controlo muito importante em células eucariotas, que controla muitos processos celulares. Segue-se que muitas doenças e estados disfuncionais estão associados a sinalização celular anormal, assim a investigação do Edgar contribui para várias áreas biomédicas como a neurociência e infertilidade masculina.

Edgar nasceu a 17 de Maio 1958, casou com Odete Abreu Beirão da Cruz e Silva a 2 de Setembro 1984 e tiveram dois filhos, Cristóvão Beirão da Cruz e Silva, que nasceu a 24 de Agosto 1988 e David Beirão da Cruz e Silva, que nasceu a 26 de Abril 1992. Faleceu a 2 de Março 2010.

Muitos irão sentir a sua falta em vários cantos do mundo. A sua falta será também muito sentida em Samora Correia. Esta é uma cidade sossegada no coração do Ribatejo, e o local onde a família passava muitos fins de semana; raízes familiares são muito fortes nesta região. Nos anos mais recentes Edgar tinha iniciado actividades para aproximar desenvolvimentos científicos à comunidade em geral. Mais, Edgar estava sempre preocupado com os mais jovens e com o que podia ser feito para garantir os conhecimentos científicos e participação no futuro pelos jovens. Assim justifica-se que a sede da fbcs seja em Samora Correia. Espera-se que as actividades inicadas nesta região, com o apoio da fbcs, tenham consequências e impactos noutras regiões.